A seca, que já dura seis anos, tem afetado de uma forma severa o abastecimento de água para Caicó. A cidade, que antes era abastecida pelo açude Itans e posteriormente pelo Açude Curema/Mãe D’água por meio do rio Piranhas/Açu, hoje depende exclusivamente do fornecimento de água da adutora emergencial que capta na Barragem Armando Ribeiro Gonçalves.

Desde o dia 08 de maio, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) iniciou os testes para a operação da adutora emergencial, construída pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS).

Na fase de testes, é natural que problemas técnicos/operacionais se apresentem. Na semana passada, alguns vazamentos aconteceram e já foram corrigidos.

Contudo, deste das primeiras horas da terça-feira (16), que a adutora tem apresentado vazamentos em trechos localizados em uma área de rio em Jucurutu/RN.

As equipes da empresa responsável pela adutora estão trabalhando para corrigir o problema apresentado na tubulação. A Caern tem acompanhado a situação dando suporte técnico para sanar esta situação.

Mesmo com uma situação atípica, a previsão da empresa é que o abastecimento será reestabelecido até a próxima sexta-feira (19), podendo haver alterações da data durante a execução do serviço.

A empresa fará o levantamento das áreas em que o fornecimento de água foi mais significativo e analisará a possibilidade de suspender as contas deste período. Por fim, a Caern solicita o apoio da população para racionar a água disponível.