O Comitê da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu e a Agência Nacional de Águas – ANA iniciaram as reuniões que tratam das renovações dos Termos de Alocação de Água dos reservatórios da bacia. O primeiro reservatório que teve o termo renovado foi a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves e, por consequência, o rio Açu que fica após a barragem, no município de Assú/RN.

A reunião que definiu o termo aconteceu nesta terça-feira (01/08), às 9h, no auditório da Universidade Estadual do RN – UERN campus Assú/RN. “Desde de 2013, quando a ANA percebeu que não tinha recarga considerável na barragem, estamos trabalhando o uso com restrições da água da barragem para irrigação. Estamos também encontrando melhores formas para captar a água para o abastecimento urbano das cidades. Portanto, é assim que vamos convivendo com esse período de estiagem”, disse Wesley Gabrieli, técnico da ANA.

Ainda de acordo com ele, no novo termo, “ficou decidido que a Caern vai fazer a captação de água para cidades abaixo da barragem através de poços ou bombas flutuantes, que serão viabilizadas através de projetos que custam mais de 88 milhões e esses recursos devem vir de Brasília. Outro encaminhamento colocado no plano é o seguinte: caso não surja esse aporte financeiro para os poços, vamos ter que nos articular entre as instituições para que o abastecimento possa fazer por bombeamento”, ressaltou.