Presente na reunião que apresentou o relatório sobre a Barragem Passagem das Traíras, o Secretário de Recursos Hídricos do RN, Mairton França, garantiu que o Governo do Estado tem uma dotação orçamentária no valor de 808 mil reais para desenvolver os estudos. O projeto inclui estudos de sondagem da barragem, estudo geológico do entorno para minimizar riscos de tombamento e, ainda, avaliação dos equipamentos hidromecânicos que precisem ser encaminhados para manutenção.

“Vamos fazer perfurações na barragem para saber a qualidade e a solidez do concreto, tanto na parede quanto na rocha que está sentada a ombreira direita. Precisamos saber se a fissura que foi encontrada está ou não em situação de risco. Esses estudos são definitivos. Além disso, na próxima semana teremos a presença de técnicos com equipamentos de GPR que faz sondagens para verificar a solidez da rocha. Em aproximadamente 20 dias teremos laudos preliminares para repassar para a ANA”, explicou o secretário.

Além disso, será feito um plano de segurança da barragem e um plano de contingência. Assim que o projeto for concluído, o Governo vai se mobilizar para a realização da obra.

“Esse valor de 808 mil reais incluem o estudo e a elaboração do projeto de recuperação. A partir do momento que a gente souber o que é que precisa ser recuperado, em termos de equipamentos, em termos de rocha ou de concreto da própria parede vamos saber qual é o orçamento que a gente precisa para recuperar a barragem. Tão logo a gente tenha essas informações, o Governador Robinson já disse que vai dar prioridade na obra. Sem projeto não há obra, a barragem é pública e precisa cumprir um regimento de leis da administração pública”, disse Mairton.

Abertura das comportas

Sobre a discussão de abertura ou não das comportas, o secretário Mairton França destacou que “os 3 milhões e 100 mil de água daria para abastecer o município de Jardim do Seridó por mais um ano. Ou seja, daria para abastecer o município até a quadra invernosa de 2019 e dentro desse período outras alternativas estão sendo pensadas”.