O ano de 2018 foi considerado produtivo para os membros da Câmara Técnica de Planejamento Institucional (CTPI) do Comitê da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu. Foram quatro reuniões que discutiram temas relevantes para o andamento do CBH PPA e importantes para a bacia do Piranhas-Açu. Regimento Interno do comitê e da própria câmara técnica, cobrança pelo uso da água na bacia e análise dos usos insignificantes foram os principais temas tratados durante o ano.

“A CTPI conseguiu realizar um papel importante em 2018. Estamos com um novo projeto de regimento do CBH PPA, já estamos discutindo a cobrança pelo uso da água na bacia e já estamos preparando o regimento da própria CPTPI. Então foi um grande avanço. Na realidade, nós trabalhamos e produzimos bem, esperamos que o próximo ano tenhamos chance de fazer um trabalho melhor que este ano”, disse Waldemir Azevedo, primeiro secretário do CBH PPA e membro da CTPI.

Ainda de acordo com ele, “a cobrança de água na bacia será o grande tema de 2019. Precisamos discutir bem mais sobre esse assunto e vamos nos dedicar o próximo ano, já na primeira reunião, para que possamos estudar bem sobre o assunto e encaminhar propostas significativas para a plenária do comitê”.

Para João Batista, membro do CBH PPA e da CTPI, “em 2018 conseguimos encerrar essa discussão do regimento interno, que agora vai para análise dos demais membros do comitê e a partir de agora vamos tratar sobre o tema da cobrança de água. Muito provavelmente esse assunto da cobrança será o assunto principal da câmara técnica para o ano de 2019 e, com certeza, no final do ano, vamos entregar uma proposta ao comitê para que decida sobre esse assunto importante”.

As reuniões da CTPI em 2018 foram as seguintes:

24ª reunião – 05.11.2018, em Caicó/RN, com a pauta – eleição do coordenador e do relator;

25ª reunião – 29.11.2018, em Sousa/PB, com a pauta – regimento interno do CBH PPA;

26ª reunião – 13.12.2018, em Caicó/RN, com a pauta – regimento interno do CBH PPA;

27ª reunião – 14.12.2018, em Caicó/RN, com a pauta – cobrança pelo uso da água na bacia;