Durante reunião com o secretário de Infraestrutura Hídrica do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), Marcelo Borges, na manhã da última sexta-feira (22), em Brasília, O Secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, João Maria Cavalcanti, discutiu a viabilização de recursos para a execução e o andamento de importantes obras hídricas para o Rio Grande do Norte.

O Diretor de Gestão da Agência Nacional de Águas (ANA), Ricardo Andrade, também estava no encontro, junto com o Presidente do Instituto de Gestão do RN (Igarn), Francisco Caramuru, e o Presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do rio Piancó-Piranhas-Açu, Paulo Varela.

Na ocasião, João Maria reforçou os pleitos da Governadora Fátima Bezerra e solicitou recursos para a execução do Projeto Seridó, que prevê a implantação de adutoras e suas interligações, a partir da Barragem de Oiticica, após sua conclusão, e da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, bem como para recuperação da Barragem de Passagem das Traíras.

“O resultado da reunião foi excelente, Marcelo e toda equipe do MDR se mostraram empenhados em ajudar o RN. Ele se comprometeu em viabilizar recursos para a recuperação da Barragem de Passagem das Traíras, de acordo com o que for apontado nos estudos que estão em andamento”, destaca João Maria, acrescentando: “Sobre o Projeto Seridó, o Secretário Nacional ressaltou que sua importância está prevista dentro do Plano nacional de Segurança Hídrica e que o Governo Federal vai incluir no Plano Plurianual de 2020 as verbas necessárias para a execução das obras previstas”.

Outra resposta positiva e importante para o Estado foi em relação ao fluxo financeiro para as obras da Barragem de Oiticica. De acordo com João Maria, o MDR garantiu que os repasses serão liberados de acordo com a apresentação das medições e não haverá atraso na liberação dos recursos.

Obras da Barragem de Oiticica já se encontram com percentual de execução de 70%

As obras da parede da barragem já se encontram com um percentual de execução de 70% e da Nova Barra de Santana, construída para abrigar os moradores do distrito que será alagado pela construção do reservatório, atualmente com percentual de execução de 55%. O novo cemitério está praticamente concluído, aguardando trâmites burocráticos e ambientais para o início da remoção dos restos mortais.

Projeto Seridó vai interligar adutoras a partir da Barragens de Oiticicas e Armando Ribeiro Gonçalves

Fruto de um convênio entre o Governo do Estado e a Agência Nacional de Águas (ANA), o projeto executivo do Sistema Seridó está em fase conclusão com investimentos de R$ 5,5 milhões. Além dos projetos básicos de adutoras, ele também está projetando suas interligações, a partir da Barragem de Oiticica, após sua conclusão, e da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves.

O custo estimado para a execução da obra é de R$ 150 milhões. As alternativas dos traçados das adutoras que estão sendo projetadas foram discutidas com toda sociedade da região, através de audiências públicas. Como resultado da alternativa escolhida, está prevista a implantação de dois eixos adutores para a região, dividida entre Seridó Norte e Seridó Sul.

Para o Seridó Norte, a captação ocorrerá na barragem Armando Ribeiro Gonçalves (Captação Jucurutu) e a adução seguirá para os municípios de Jucurutu, Florânia, São Vicente, Currais Novos, Acari e Serra de Santana.

Para o Seridó Sul, o sistema é composto por vários trechos dispostos no território, cada um exercendo uma função específica no contexto da solução conjunta. O Projeto Seridó também considera o aporte de água a partir do Sistema Operacional do Projeto de Integração do São Francisco (PISF), na Bacia do rio Piranhas.

Recuperação de Passagem das Traíras

O Governo do Estado, através da Semarh, contratou um estudo que vai traçar um panorama e mostrar a real situação em que se encontra a barragem. Será realizada uma sondagem do reservatório para indicar onde será necessário que ocorra alguma intervenção. A Contratação também prevê a elaboração do projeto de recuperação da barragem, previsto pra ser concluído em Maio.