Durante a 20ª Reunião Ordinária, que aconteceu nos dias 11 e 12/07, em Caicó/RN, o Comitê da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu recebeu a participação de integrantes da Agência Nacional de Água – ANA. Estiveram presentes o diretor, Ricardo Andrade; o superintendente Apoio ao Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos, Humberto Gonçalves; o coordenador de Marcos Regulatórios e Alocação de Água, Wesley Gabrieli; e a técnica da Superintendência de Apoio ao SINGREH, Tânia Dias.

“Ficamos muito felizes em ver que toda sociedade está mobilizada, que o chamado Parlamento das Águas, de fato, funciona e que as pessoas contribuem para a melhoria da bacia e de quem vive ao redor. É muito gratificante vir participar de uma reunião, em dois dias, em que o plenário participa, questiona os representantes dos governos, que ouvem as demandas da população. Isso é muito bacana, gostaria que se repetisse em todos os lugares que a gente participa, o que nem sempre acontece”, disse Ricardo Andrade, diretor da Agência Nacional de Águas – ANA.

Sobre o trabalho de união entre os dois estados – Paraíba e Rio Grande do Norte – o diretor da ANA acredita que “vai além disso. A presença do comitê atuante estimula essa articulação. Eu diria que, dificilmente, a gente poderá imaginar uma articulação tão amigável, tão fraterna entre o RN e a Paraíba em uma disputa tão árdua por água. Não desmerecendo os atores de governo, mas eu credito isso ao poder de articulação que o comitê oferece”.

Ricardo Andrade fez questão de ressaltar o poder de participação das pessoas que compõem o comitê. “As pessoas que participam de uma reunião dessa natureza tem, com certeza, um grande conhecimento de causa, sabendo o que pode cobrar e o que precisa. Eu acho que é um papel muito importante do comitê, que é capacitar e reunir todo esse sistema hídrico. Fico feliz em saber que funciona, que quem participa desse processo não tem uma segunda intenção, não tem outros interesses. Quem está aqui pensa na boa gestão de recursos hídricos, no uso racional da água e na melhoria da qualidade de vida”.

Quanto a continuidade da parceria entre a ANA e o CBH PPA, o diretor explicou o seguinte: “eu diria que o segundo semestre do ano é o momento em que nos preparamos para conviver com a seca e o comitê proporciona isso. A nossa presença aqui se dá porque confiamos na atuação do comitê e, não tenha dúvida, vamos continuar mantendo essa parceria”, finalizou.

Ouça abaixo a entrevista completa com Ricardo Andrade