O Comitê da Bacia Hidrográfica dos rios Piancó-Piranhas-Açu promoveu o minicurso: A importância do reúso de água para fins agrícolas no semiárido. A ação aconteceu no município de São Fernando/RN e contou com a participação de técnicos do Instituto do Semiárido – INSA, membros da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Seridó – Adese, alunos da rede estadual de ensino, autoridades municipais e populares interessados no assunto. O minicurso foi composto de parte teórica e parte prática, com visita ao campo na unidade de produção de palma forrageira localizada no município.

“De cada 100 casas, nós temos 96 casas com coleta e tratamento de esgoto. 100% dessa água de esgoto está indo para reúso, que é um primeiro projeto bancado pelo banco do Nordeste. Um hectare de palma é desenvolvido com água de esgoto para uma retirada de 400 toneladas por ano, volume esse que irá beneficiar o homem do campo. Temos duas estações de tratamento que traz água tratada para esse plantio”, explicou Polion Maia, prefeito de São Fernando.

Rodrigo de Andrade, engenheiro sanitarista e pesquisador do INSA, foi um dos palestrantes do evento. “Esse projeto é uma parceria entre INSA, Banco do Nordeste e Prefeitura de São Fernando. Estamos na fase de pesquisa, avaliando a água que sai da estação de tratamento e a aplicação na palma forrageira. Depois que essas palmas estiverem no momento de corte, esse material será direcionado para a prefeitura e sindicato, que vão tomar a melhor decisão de como encaminhar para os agricultores”.

De acordo com Emídio Gonçalves, coordenador do centro de apoio ao CBH PPA, “o papel do comitê nessa ação foi o de promover o minicurso, articular os atores envolvidos na atividade e apoiar no que for necessário. A ação é extremamente importante para a sociedade do ponto de vista da economia de água, porque com o tratamento e a reutilização da água do esgoto para irrigação das palmas vamos evitar que use outras fontes de águas como açudes e barragens da região”, finalizou.