Em reunião na manhã desta quinta-feira (29), foram apresentados os projetos de Reuso Agrícola de Água, que beneficiam os municípios de Serra Negra do Norte, São Fernando e Jucurutu, da região do Seridó do RN, e Itaporanga, na Paraíba.

Além dos prefeitos dos municípios contemplados, a reunião que aconteceu na sede da ADESE, onde funciona o Centro de Apoio ao Comitê da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu, em Caicó, foi prestigiada pelo Diretor Presidente do Conselho Superior da ADESE, Francisco de Assis Araújo, pelo seu diretor executivo, José Vanderli de Araújo, representantes dos sindicatos do municípios de Serra Negra do Norte e São Fernando, membros da diretoria-colegiada do CBH-PPA (Paulo Varela, Josué Dinis e Procópio Lucena), secretários e diretores de autarquias dos governos da Paraíba e do Rio Grande do Norte, e representantes de entidades parcerias do Comitê.

Uma delegação da Agência Nacional de Águas, composta por Devanir Garcia dos Santos (Coordenador de Implementação de Projetos Indutores – COIMP/SIP), Marco Alexandro Silva André (Coordenador da Superintendência de Implementação de Programas e Projetos) e Alexandre Resende Tofeti (especialista em Recursos Hídricos).

A apresentação final referente ao contrato para a elaboração de estudos técnicos preliminares e projeto básico dos quatro sistemas de reuso, foi feita pela empresa INCIBRA (Inovação Civil Brasileira), uma empresa do grupo INNCIVE, através do engenheiro sanitarista, Djalma Mariz Medeiros. O Instituto Nacional do Semiárido – INSA, que vem sendo um dos parceiros do projeto, desde o início de sua formatação, também se fez presente a reunião.

Para Devanir Garcia, a idéia do projeto que conta com recursos da Agência Nacional de Águas foi proporcionar aos municípios, um modelo que tratou de todas as etapas para torná-lo sustentável. O primeiro passo foi a elaboração de um Termo de Referência, que através dele foi contratado a empresa INCIBRA.

Os desafios agora é começar a trabalhar o licenciamento desses projetos. Temos que buscar uma discussão técnica e política, muito forte do CBH-PPA que tem interesse na água e nos estudos. Temos que mostrar que por trás disso tudo, numa região onde tem pouca água não podemos nos dar ao luxo que jogá-la fora ou usar apenas uma vez. E num segundo momento vai exigir de esforços na alocação dos recursos. Essas duas etapas não podemos nos furtar delas”, explicou.

Prefeito de Serra do Norte, um dos municípios beneficiados com o Projeto, Sérgio Fernandes destacou a importância de uma união de esforços, encabeçada pelos governos, e bom senso dos órgãos de licenciamentos, “haja vista a dimensão e a importância do projeto. Somos protagonistas de um projeto que será protótipo para muitas cidades brasileiras. Sabemos que a burocracia ainda emperra os avanços… A água será em pouco tempo o nosso petróleo”.

Apresentação

Dentre os principais objetivos do projeto estão o de estabelecer e implementar ações estratégicas de promoção do reuso agrícola de água; estudo de alternativas técnico e economicamente viáveis do projeto para os sistemas de reuso agrícola de água; estudos de alternativa de implantação, operação, manutenção e controle, levando em consideração os aspectos ambientais, sociais e econômicos.

Pelo projeto a área total a ser irrigada nos quatro municípios contemplados será de 42 hectares, com uma vazão de saída, da Estação de Tratamento, de 2.884,47 metros cúbicos d’água.

Visando possibilitar a sustentabilidade financeira do sistema, a empresa responsável pelo estudo recomendou a adoção de uma gestão consorciada a ser firmada entre o Comitê da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu, os agricultores e associações de agricultores a serem diretamente beneficiada pelo sistema de reuso e as prefeituras dos municípios.

Confira a galeria de imagens