O Instituto de Gestão das Águas do Rio Grande do Norte (IGARN) promove nos dias 5, 6, 7, 12 e 13 de novembro o curso “Plano de Recursos Hídricos e enquadramento dos corpos de água”, voltado para a capacitação de conselheiros, servidores, funcionários e pesquisadores de órgãos integrantes do Sistema Estadual de Recursos Hídricos (SINGERH). O curso está ocorrendo das 8h às 12h e das 14h às 18h, no auditório do Instituto.

O diretor-presidente do IGARN, Auricélio Costa, abriu o curso falando sobre os desafios para a gestão dos recursos hídricos. “Estamos em um cenário de trabalhar a questão da gestão da água, cada vez com mais técnica, dentro dos regulamentos. Os desafios são muitos principalmente com a questão do semiárido, principalmente no cenário de escassez, que é a nossa realidade, necessita de maior rigor na gestão para mediar conflitos, que nos estamos acostumados a lidar com isso no dia a dia. Sabemos que tem muito desperdício e temos que avançar nessa direção, estudar e implementar técnicas de reuso, estamos trabalhando nesse sentido”, disse Auricélio Costa.

O secretário de Estado Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH), João Maria Cavalcanti, foi o primeiro palestrante do dia de abertura do curso e falou sobre as principais atividades desenvolvidas dentro da pasta, realizações e projetos. “Eventos como este são muito importantes para o sistema de gestão. Fiz uma prestação de contas da gestão desses nove meses à frente da secretaria, sobre as ações já realizadas e que pretendemos realizar durante o mandato da Governadora Fátima Bezerra. Mostramos aqui o envolvimento da secretaria para resolver as questões hídricas e ambientais do estado do RN, como também realizações de entrega de dessalinizadores, cisternas, entre outras”, disse João Maria.

O agrônomo Caramuru Paiva proferiu a segunda palestra desta terça-feira (05). Ele fez uma análise sobre a gestão dos recursos hídricos no RN. “Hoje o IGARN começou uma importante atividade de capacitação para todos os órgãos que participam do Sistema Estadual de Recursos Hídricos. Certamente isso vai resultar em uma atuação muito melhor no fortalecimento da segurança hídrica do Estado do Rio Grande do Norte. Isso é desenvolvimento, isso é gestão na vida real das pessoas”, disse Caramuru ao final da apresentação.

A programação do curso conta com palestras de servidores, pesquisadores e representantes de comitês de bacias hidrográficas sobre diversos temas, entre os quais, os Planos Nacional e Estadual de Recursos Hídricos, Plano de Bacia Hidrográfica, Legislação de Recursos Hídricos, processos para obtenção de Licenças para Obras Hidráulicas e Dispensas de Licenças, Outorgas para uso da Água e Dispensas de Outorgas, Monitoramento Quantitativo e Qualitativo, Segurança de Barragens, entre outros.