Autor: Marcos CBH

Reúso d’água: ação da ANA para implantar plano da bacia Piancó-Piranhas-Açu resulta em quatro plantas no RN e PB

Agência de Notícias da ANA As ações para garantir a segurança hídrica das populações brasileiras não estão restritas ao controle de quanto cada usuário de água retira dos rios. As medidas de reúso da água têm papel importante na melhoria da disponibilidade hídrica. O Plano de Recursos Hídricos da Bacia do Piancó-Piranhas-Açu, no Rio Grande do Norte e Paraíba, trouxe entre as ações prioritárias quatro projetos de reúso de água, que estão saindo do papel com recursos e atuação da Agência Nacional de Águas (ANA). O plano do Piancó Piranhas-Açu foi concluído pela ANA em 2016, trazendo o planejamento da gestão hídrica para a bacia e ações a serem implantadas em vinte anos, para garantir água às populações da região. Entre as ações previstas, já estão em andamento quatro projetos de reúso de água para fins agrícolas, três no Rio Grande do Norte (Jucurutu, São Fernando e Serra Negra) e um na Paraíba (Itaporanga). O efluente tratado, mesmo que de baixa qualidade para uso potável, pode estar dentro dos parâmetros exigidos para a agricultura com o emprego das técnicas corretas. Assim, ao invés dessa água ser lançada em um rio, ela será reutilizada diretamente pelos agricultores para irrigar culturas e manter o setor em funcionamento mesmo em períodos de seca, já que mesmo nestes períodos a produção de esgoto da população local se mantém. Isso permite deixar de utilizar...

Leia Mais

Itaporanga terá projeto de reúso de água da bacia Piancó-Piranhas-Açu

Do Portal Correio – O município de Itaporanga, no Sertão paraibano, vai receber ações prioritárias da Agência Nacional de Águas (ANA) para reúso de água da Bacia do Piancó-Piranhas-Açu para fins agrícolas. O plano, concluído em 2016, aponta medidas de gestão hídrica a serem implantadas em 20 anos, com objetivo de garantir água à população da região. Além de Itaporanga, recebem as ações prioritárias os municípios de Jucurutu, São Fernando e Serra Negra, no Rio Grande do Norte. O efluente tratado, mesmo que de baixa qualidade para uso potável, pode estar dentro dos parâmetros exigidos para a agricultura com...

Leia Mais

Reservatórios do RN acumulam 960 milhões de metros cúbicos

As reservas hídricas do Rio Grande do Norte estão, neste início de janeiro, com 21,7% da capacidade de armazenamento. O valor representa pouco mais de 960 milhões de m³ (metros cúbicos) de água disponíveis em 47 reservatórios responsáveis pelo abastecimento dos municípios potiguares. A situação dos reservatórios, todos com capacidade superior a 5 milhões de m³, é monitorada pelo Governo do Estado, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn). Destes reservatórios monitorados, sete estão em volume morto e outros oito estão completamente secos, como o Gargalheiras e o Dourado (Currais Novos). Localizada na bacia do...

Leia Mais

ANA garante abastecimento de água a Campina Grande (PB) e entorno em ação judicial

Do site da Agência Nacional de Águas As decisões técnicas da Agência Nacional de Águas (ANA) sobre manutenção ou fim de racionamento têm embasamento e qualidade técnica, afastando questionamentos que não tenham critério técnico. Esta foi a decisão do Tribunal Regional Federal da 5ª Região em julgamento no dia 27 de novembro, garantindo o abastecimento de água à população de Campina Grande (PB) e entorno, atendida pelo açude Boqueirão. Em decisão unânime, os desembargadores federais da quarta turma da corte deram provimento ao recurso apresentado pela ANA, mantendo o fim do racionamento de água nos municípios abastecidos pelo açude...

Leia Mais

Processo Eleitoral

PRH – PIRANHAS AÇÚ

PRH – PIRANHAS AÇÚ

ESCRITÓRIO TÉCNICO

ESCRITÓRIO TÉCNICO

Atuação

Atuação