Resolução restringe uso da água em mananciais do interior do RN Segundo dia da Caravana será marcado pela visita ao primeiro açude paraibano que receberá água do Rio São Francisco Renovação da Comissão Gestora do Açude Lagoa do Arroz, em Cajazeiras/PB Representantes de instituições durante reunião na Câmara de Vereadores de Itajá/RN ADESE e CBH participam de Reunião Climática em Campina Grande/PB Reunião apresentou relatório da barragem DOM ANTÔNIO: “OITICICAS É UMA LUTA DA COMUNIDADE QUE CONTA COM O APOIO DA IGREJA”


EMPARN participa de reunião no Ceará sobre previsão de chuvas

O gerente de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), Gilmar Bristot, participa em Fortaleza (CE), do XIX Workshop Internacional de Avaliação Climática para o Semiárido Nordestino. Durante a reunião está sendo elaborada a previsão climática para a quadra chuvosa de janeiro a março.

Integram o Workshop pesquisadores da Funceme, de agências meteorológicas de vários estados do Nordeste, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/Inpe) e de agências internacionais.

Os meteorologistas adiantam que há uma forte tendência de neutralidade nas temperaturas do Oceano Pacífico Equatorial durante a quadra chuvosa de 2017. Essa indefinição no Pacífico aumenta a relevância da análise das diferenças de temperaturas entre o norte e o sul do Oceano Atlântico Tropical. Se a parte sul estiver mais aquecida, a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) tende a se posicionar também ao sul da Linha do Equador, atuando de forma mais favorável às chuvas.

Essa análise, explicam os meteorologistas, deve ser feita bem próximo ao início do período chuvoso, dando mais confiabilidade à previsão.   Para chegar às probabilidades, meteorologistas analisam dados acumulados há pelo menos 30 anos, incluindo informações sobre campos atmosféricos e oceânicos, anomalias e fenômenos naturais.

DNOCS e ANA iniciarão recuperação de comportas de açudes no Seridó

As comportas dos açudes Itans (Caicó), São Antônio (São João do Sabugi) e Cruzeta, em Cruzeta serão recuperadas. Os serviços ficarão a cargo do DNOCS e devem começar já nos próximos dias. Os recursos foram garantidos pela Agência Nacional de Águas. Somadas as três obras, o montante chega a 1 milhão, 884 mil reais.

De acordo com José Eduardo Vanderley, diretor do DNOCS do RN as obras devem ser concluídas em até quatro meses. “Se o inverno pegar, esse prazo poderá demorar mais. A época está propícia para a realização dos reparos e manutenções das comportas”.

Essa discussão foi iniciada dentro do Comitê da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu, e a própria ANA se comprometeu em garantir as obras, a partir do cumprimento da Lei de Segurança de Barragens.

De acordo com José Procópio de Lucena, presidente do CBH-PPA, além da recuperação destas obras, o Plano de Recursos Hídricos da Bacia estabelece a necessidade de recuperação e manutenção de todos os reservatórios que estão em conformidade com a referida Lei. “Os reservatórios que receberão água do programa de Integração do São Francisco também estão com recursos garantidos, para a sua recuperação e manutenção”, explicou Procópio Lucena.

Presidente do CBH-PPA demonstra preocupação com nível de alerta da parede da Barragem das Traíras

img_20170105_104708794

A discussão em torno da necessidade de uma manutenção na parede da Barragem Passagem das Traíras já foi travada várias vezes, dentro do Comitê da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu. No dia 29 de Janeiro de 2016 uma audiência em Caicó já discutiu o tema.

Para José Procópio de Lucena, presidente do CBH-PPA, o que tem preocupado é o aumento do nível de risco da barragem. “Em 2016 o nível era de atenção, e agora já é de alerta. Se isso vinha sendo identificado, aqui não cabe nem discussão. Tem que agir”, frisou Lucena, ao participar da audiência pública na Câmara Municipal de Jardim do Seridó.

Presente na audiência, o prefeito da cidade, Amazan anunciou ter agendado uma audiência com o governador Robinson Faria, já para a próxima terça-feira, dia 10 onde será cobrada agilidade nas obras.

Projeto Executivo da recuperação da Barragem das Traíras deve ser contratado ainda neste mês

img_20170105_095302660

Em audiência pública nesta quinta-feira (05), na Câmara Municipal de Jardim do Seridó, o secretário de Recursos Hídricos do RN, Mairton França confirmou que a recuperação da parede da Barragem Passagem das Traíras é uma das prioridades do Governo Robinson para o Seridó.

Porém, necessita ainda de recursos financeiros para o projeto, e consequentemente a execução das obras. Neste caso não tem uma previsão oficial de quando os serviços serão iniciados. De acordo com Mairton, ainda neste mês de Janeiro o Governo fará a licitação para a contratação do projeto-executivo da obra.

A audiência foi convocada pela Câmara Municipal, com participação de representantes do Governo do Estado, Comitê da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu, CAERN, Agência Nacional de Águas, IGARN, DNOCS, além de prefeitos vereadores de municípios do Seridó.

Como o alerta de risco na parede tem sido visível, a orientação da Agência Nacional de Águas à Secretaria Estadual de Recursos Hídricos do RN, é de que enquanto a recuperação da parede da Barragem Passagem das Traíras não for concretizada, as comportas do reservatório sejam abertas, quando as chuvas forem iniciadas na quadra invernosa deste ano.

Para Flávia Barros, superintendente de Fiscalização da ANA, pelo tamanho das comportas, sua abertura não causaria prejuízo ao abastecimento das cidades que dependem das águas do reservatório. A ideia seria manter um nível que não trouxesse risco para a população, com um possível rompimento da estrutura da parede.

ANA e Governo do RN assinam convênio para construção de adutora ligando cidades do Seridó

oiticica-3

O Seridó será interligado por uma grande adutora. A informação foi confirmada pelo diretor da área de gestão da Agência Nacional de Águas – ANA, Paulo Lopes Varella, em entrevista concedida ao Sistema Rural de Comunicação. A propostachrome://bookmarks/ é que a adutora saia da Barragem das Oiticicas e ligue todos os municípios da região do Seridó potiguar, o que daria uma segurança hídrica para a região. A notícia pode ser considerada bastante positiva mediante os últimos anos de enfrentamento a crise hídrica do Rio Grande do Norte.

“A ANA assinou um convênio com o Rio Grande do Norte no valor de R$ 6,5 milhões de reais para que seja feito um estudo definitivo de uma grande adutora que possa ligar todas as cidades do Seridó, a partir das águas do São Francisco e provavelmente saindo da Barragem das Oiticicas, o que traria uma segurança hídrica definitiva para a região. Nós precisamos entender que as águas precisam ser tubuladas, como é o caso das adutoras. É praticamente insano que, em uma crise hídrica como essa, possamos trazer água por 100 km em um leito de rio”, explicou Paulo Varella.

A adutora anunciada por Paulo Varella integra uma série de ações do Plano de Recursos Hídricos da Bacia do rio Piancó-Piranhas-Açu, que foi produzido pela ANA e aprovado pela plenária do comitê no segundo semestre de 2016 e será executado pelos órgãos gestores do Rio Grande do Norte e da Paraíba. “Essa adutora já é o primeiro grande resultado que está sendo aplicado já a partir da solicitação do Plano de Recursos Hídricos”, disse o diretor da ANA.

Quem também se pronunciou sobre o convênio para a construção da adutora foi o presidente do CBH PPA, Procópio Lucena. De acordo com ele, “esse convênio já pode ser considerado o avanço do Plano de Recursos Hídricos que tanto o comitê e os órgãos gestores discutiram em 2016. Do ponto de vista da infraestrutura, é a segurança hídrica que o Seridó precisa e a folga que o sistema Curemas-Mãe D’água necessita”, comemorou.

CBH-PPA demonstra preocupação com ritmo das obras sociais da Oiticicas

nova-barra-de-santana-3

O presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu, José Procópio de Lucena esteve visitando, nesta sexta-feira (23) as obras de construção do novo Distrito de Barra de Santana e do Cemitério, na zona rural de Jucurutu.

Procópio ficou bastante preocupado com o ritmo das obras, que são condicionantes para a continuidade das obras da própria Barragem de Oiticicas. “A obra simplesmente não tem avançado como mostram as lentes e os releases do Governo do Estado. Quando a gente vem à campo, a realidade é outra. A que ainda tem andado consideravelmente é o Cemitério”.

Procópio também contestou a previsão dada esta semana, pelo governador Robinson Faria para a conclusão das obras da barragem. “Conclusão para 2017 só está na cabeça do governador”, finalizou.

Reunião Extraordinária encerrou atividades do CBH PPA em 2016

coremas-02O Comitê da Bacia Hidrográfica do rio Piancó-Piranhas-Açu – CBH PPA encerrou as atividades do ano de 2016 com a 6ª Reunião Extraordinária. A reunião aconteceu na Universidade Aberta do Brasil (UBA) do município de Coremas/PB na manhã do dia 22/12 e contou com a participação de representantes de várias instituições da Paraíba e do Rio Grande do Norte que compõem o comitê. Ao todo, estiveram presentes 24 membros representantes de Usuários, Poder Público e Sociedade Civil com assento no CBH PPA e, por consequencia, com direito a voto. Também participaram 16 pessoas representando movimentos sociais, povos e comunidades tradicionais e irrigantes.

A pauta da reunião foi a seguinte: Discussão da crise hídrica do sistema Curema/Mãe D’ Água, contexto das alocações de água e as estratégias para o abastecimento das cidades do Estado da Paraíba e do Rio Grande do Norte; Apresentação, discussão e deliberação, pelo Comitê, dos encaminhamentos da reunião técnica realizada pela Diretoria Colegiada do CBH PPA com órgãos gestores na cidade de Natal.

Após longas discussões e participação democrática de todos os presentes, segue uma síntese dos encaminhamentos finais:

1 – garantia do abastecimento d’água para consumo humano e dessedentação animal através do Canal da Redenção. Foi constituída uma comissão composta pelo CBH PPA, DPIVAS, CAGEPA, Associação da Comunidade Mãe D’Água, DNOCS e Prefeitura Municipal de Coremas para acompanhar e apoiar as ações da CAGEPA na implantação do sistema de disponibilidade de água para o canal. Essa comissão terá o apoio técnico da ANA.

2 – urgência, por parte do DNOCS, nas ações de segurança de barragens em particular para os reservatórios que estão no eixo do Programa de Integração do São Francisco (PISF). Para acompanhar esse processo foi constituído um grupo de trabalho composto pelo CBH PPA, FIEP, DPIVAS, AESA, Prefeitura Municipal e Associação da Comunidade Mãe D’Água. Essa comissão terá o apoio técnico da ANA.

3 – plenária do CBH PPA após o período chuvoso 2017 com todos os seguimentos de usuários, gestores, poder público e sociedade civil para discutir e deliberar sobre alocação de água do sistema Mãe D’Água – Curemas.

4 – órgãos gestores estaduais encaminhem para o comitê os planos de emergência de enfretamento a seca e as propostas de gestão do PISF em cada estado para conhecimento e debate dentro do comitê.

5 – ANA disponibilize os estudos preliminares da adutora Curemas/Mãe D’Água/Pombal/São Bento. Que o Estado da Paraíba der continuidade aos estudos técnicos dessas adutoras.

Comitê da Bacia Hidrográfica fará 6ª reunião extraordinária no dia 22 em Coremas

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu realiza no dia 22 deste mês, sua 6ª Reunião Extraordinária. A reunião acontece em Coremas, na Paraíba, a partir das 09 horas em local ainda a ser definido posteriormente. Na pauta, além da discussão da crise hídrica do Sistema Curema/Mãe D’Água e as estratégias para o abastecimento das cidades da Paraíba e do Rio Grande do Norte, que dependem do referido sistema, a reunião vai apresentar e discutir os encaminhamentos da recente reunião técnica, realizada pela Diretoria Colegiada do CBH-PPA, com a participação dos órgãos gestores e operadores em Recursos Hídricos da Bacia, no último dia 06 em Natal.

Reunião técnica em Natal discutiu situação do sistema Curemas-Mãe D’Água

reuniao-01A situação do sistema hídrico Curema-Mãe D’Água vive uma situação crítica com o passar dos dias. Na manhã desta terça-feira (06/12) foi realizada uma reunião técnica sobre a operação do sistema com representantes dos órgãos gestores da Paraíba e do Rio Grande do Norte. O encontro foi coordenado pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu e aconteceu na sede da Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern), em Natal.

Ao final da reunião foram definidos os seguintes encaminhamentos: redução da vazão defluente do açude mãe d’água para 2,5 m3/s; realização de reunião entre Cagepa e Caern com participação da AESA do IGARN e da ANA para definição de rodízio dos sistemas de abastecimento de água; continuidade sistemática da fiscalização coordenada pela ANA em parceria com o IGARN e AESA; e a manutenção da limpeza realizada na calha do rio em 2015.

“Essa reunião tem uma importância histórica, pois estamos praticando o cerne da Lei 9.433 e tomando decisões em um momento difícil para que nós possamos manter, por um lado o abastecimento das comunidades, e por outro reduzir a vazão fazendo com o que o açude possa ter vida nos próximos messes. Dessa forma, temos que pensar as decisões em conjunto para encontrar soluções que permitam economizar água e ao mesmo tempo manter o abastecimento das cidades”, disse Paulo Varela.

Para João Fernandes, diretor-presidente da AESA/PB, é necessário que os órgãos possam permanecer reunindo-se constantemente. “Na verdade estamos refletindo sobre todos os problemas enfrentados nessa bacia, sobretudo no que se refere ao abastecimento de água. É importante que possamos, além de nos reunir, passar para a sociedade o que estamos decidindo, acima de tudo com o objetivo de conscientizar a população de que só temos água para o consumo humano. Aqueles que insistem em irrigar estão atentando contra a lei e contra o Direito Humano de acesso a água e prejudicando a vida dos municípios”, destacou.

Já para Josivan Cardoso, diretor-presidente do IGARN, “existe um consenso entre os representantes dos órgãos da Paraíba e do Rio Grande do Norte e o CBH PPA que haveria de ter uma situação na qual pudéssemos ter a condição de manter o sistema funcionando. Dessa forma, todos os representantes envolvidos entendem que todos tem o direito de uso da água e por esse motivo consensuou-se uma redução mínima na vazão defluente de tal maneira que agora vai sair 2,5m3/s. Além disso, temos toda uma estrutura de fiscalização para que a água possa chegar na captação de Jardim de Piranhas”.

CBH PPA e órgãos gestores realizam reunião em Natal na próxima terça (06)

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu (CBH PPA), órgãos gestores  e operadores em Recursos Hídricos vão realizar na próxima terça-feira (06/12) reunião técnica para tratar da situação do Sistema Adutor Curema/Mãe D’Água e do abastecimento das cidades atendidas pela adutora Manoel Torres de Araújo, que leva água aos municípios de Caicó, Timbaúba dos Batistas, São Fernando e Jardim de Piranhas.

A reunião vai acontecer das 8h às 14h na sede da CAERN, com endereço a Av. Salgado Filho, nº 1555, Tirol, cidade de Natal/RN. A pauta da reunião é a seguinte:

1º) Apresentação, discussão e avaliação das simulações das vazões feitas pela ANA nos trechos entre os municípios de Coremas/PB e Jardim de Piranhas/RN e os cenários para o reservatório Mãe D’Água.

2º) Aprofundar as estratégias para evitar o colapso do açude Mãe D’Água e as possibilidades para o abastecimento das cidades do Estado da Paraíba e do Rio Grande do Norte.

3º) Apresentação, pela ANA, das concepções do Sistema Adutor Curema/Mãe D’Água até a cidade de São Bento/PB.

4º) Informações sobre a implantação do escritório técnico da ANA na Bacia.

5º) Informações do DNOCS sobre a construção da adutora emergencial para abastecimento dos municípios de Caicó/RN, São Fernando/RN, Timbaúba dos Batistas/RN e Jardim de Piranhas/RN.

Agenda

    Novembro

    01.11.2016 - Reunião com a comissão de acompanhamento do Açude Itans

    Horário: 14h

    Local: auditório do STTR

    Cidade: Caicó/RN

    08.11.2016 - Realização do curso "PRH da Bacia" promovido pelo CBH PPA com o apoio da ANA

    Horário: 08h

    Local: auditório da UERN

    Cidade: Assú/RN

    09.11.2016 – Realização do curso "PRH da Bacia" promovido pelo CBH PPA com o apoio da ANA

    Horário: 08h

    Local: auditório da UFCG

    Cidade: Pombal/PB

    10.11.2016 – Realização do curso "PRH da Bacia" promovido pelo CBH PPA com o apoio da ANA

    Horário: 08h

    Local: Sala de eventos do IFPB

    Cidade: Souza/PB

    18.11.2016 – Participação em Reunião Ordinária do CBH Apodi-Mossoró, tendo como objetivo apresentação da dinâmica do CBH PPA

    Horário: 09h

    Local: Câmara Municipal

    Cidade: Luiz Gomes/RN

    29.11.2016 – Participação em Reunião Ordinária do CBH Pitimbu, tendo como objetivo apresentação da dinâmica do CBH PPA

    Horário: 15h

    Local: Sede da SEMARH

    Cidade: Natal/RN
Botch das divs centrais

Praça Dom José Delgado, 51-A, 1º andar - Paraíba - Caicó-RN - (No Prédio da Rádio Rural)

Fone: 84 3417-2948 - CEP 59300-000